quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Vereadores pretendem fazer vistoria na Feira da Madrugada

A CPI da Feira da Madrugada quer fazer uma diligência para averiguar as reclamações e denúncias apresentadas pelos comerciantes. Entre elas está o valor da mensalidade cobrada pelos boxes do espaço. Para os comerciantes, a taxa é abusiva, principalmente para quem não tem o TPU (Termo de Permissão de Uso). Eles também relataram a concorrência com os vendedores ilegais, que oferecem mercadorias pelos corredores. Para apurar essas situações e outras denúncias apresentadas, os vereadores da CPI querem realizar uma diligência no local. O vereador Adilson Amadeu (PTB) disse que a diligência é essencial para o trabalho. “Dessa vistoria tem de sair um laudo com todos os detalhes do que está acontecendo. Porque todo dia chegam à CPI informações muito precisas e nós absorvemos tudo isso. O resultado final deve ser muito bom. Que é a construção dessa Feira junto com aqueles que tem o TPU e que estão credenciados”. O secretário-adjunto das Prefeituras Regionais, Fábio Lepique, também esteve presente à reunião. Ele informou que a atual gestão pretende transferir o contrato realizado com o Consórcio Circuito de Compras, que hoje está sob competência da Secretaria Municipal do Trabalho para a gestão da secretaria das Prefeituras Regionais, com o objetivo de melhorar a fiscalização. “Nós vamos fiscalizar o contrato da maneira mais rigorosa possível, visando garantir o emprego desses empreendedores que estão aqui, dentro dos termos que foram negociados lá atrás. A responsabilidade do Consórcio é dar conta de todo mundo.” FONTE : MARIANE MANSUIDO DA TV CÂMARA

Nenhum comentário:

Postar um comentário