segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Justiça manda Metrô pagar indenização a mulher de ambulante morto em espancamento Luis Carlos Ruas defendia travesti na estação Pedro II quando foi agredido por dois rapazes.

JUIZ André Augusto Salvador Bezerra, da 42ª Vara Cível da Capital, concedeu liminar para determinar que a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) pague pensão mensal de R$ 2.232,54 para mulher do ambulante Luis Carlos Ruas, assassinado após ser espancado por dois rapazes na estação Pedro II, quando defendia um travesti na região. Cabe recurso da decisão. Segundo o Tribunal de Justiça, o valor estipulado, que corresponde ao rendimento médio que era percebido pelo falecido, deverá ser depositado todo dia 20 de cada mês, já a partir de janeiro, sob pena de multa. LEIA MAIS : http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/justica-manda-metro-pagar-indenizacao-a-mulher-de-ambulante-morte-em-espancamento.ghtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário