domingo, 27 de novembro de 2016

PRESSÃO POPULAR E POLÍTICA OBRIGA GEDDEL PEDIR DEMISSÃO

Brasília se preparava para uma hecatombe com o início da delação premiada de executivos da Odebrecht, que deveria atingir boa parte da classe política. Mas, a bomba “Calero-Geddel” explodiu antes, e vem derrubar mais um ministro do Governo Temer. Geddel Vieira Lima, da secretaria do Governo, apresentou sua carta de demissão nesta sexta. É o sexto ministro a pedir para deixar o cargo desde que Temer assumiu a presidência interinamente em maio. A carta é apresentada apenas uma semana depois do diplomata Marcelo Calero pedir demissão do cargo de ministro da Cultura, acusando Geddel de pressão indevida para liberar uma obra em Salvador, contrariando uma decisão do o Instituto do do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão que está submetido à pasta da Cultura. “Avolumaram-se as críticas sobre mim. Em Salvador, vejo o sofrimento dos meus familiares. Quem me conhece sabe ser esse o limite da dor que suporto. É hora de sair”, diz Geddel, em carta endereçada ao presidente Temer (leia a íntegra da carta em quadro ao lado) LEIA MATÉRIA COMPLETA : http://brasil.elpais.com/brasil/2016/11/25/politica/1480079171_122842.html?rel=mas

Nenhum comentário:

Postar um comentário