sábado, 18 de outubro de 2014

Dilma admite desvio na Petrobras e diz que busca ressarcimento ao país 'Se houve desvio, queremos de volta. Se houve, não. Houve, viu?', disse. Ex-diretor da Petrobras preso na Operação Lava-Jato fez delação premiada

A presidente Dilma Rousseff afirmou neste sábado (18) que houve desvio de recursos públicos da Petrobras. A candidata à reeleição pelo PT disse ainda que tomará "todas as medidas para ressarcir tudo e todos". "Agora ninguém sabe hoje ainda o que deve ser ressarcido. A chamada delação premiada, onde tem todos os dados mais importantes, não foi entregue a nós. Eu até pedi, como vocês sabem. Pedi tanto para o Ministério Público quanto para o ministro do Supremo [Tribunal Federal], Teori Zavascki. Ambos disseram que ainda estava sob sigilo. Agora ressarcir, eu farei todo o meu possível para ressarcir o país. Se houve desvio de dinheiro publico, nós queremos ele de volta. Se houve [desvio], não. Houve, viu?", declarou Dilma Rousseff. Questionada sobre a inclusão pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa do nome do ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra (morto neste ano) entre políticos que receberam dinheiro desviado da Petrobras, a presidente Dilma afirmou que não acha que ninguém no Brasil tenha "primazia da bandeira da ética". LEIA MAIS : http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2014/noticia/2014/10/dilma-admite-que-houve-desvio-de-dinheiro-publico-da-petrobras.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário