segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Moradores do estado de SP mudam a rotina e sofrem com a falta d’água Racionamento é realidade em 16 municípios de SP. Moradores chegam a ficar 42 horas sem água. Em Saltinho só tem água durante três horas por dia.

Na semana em que o Ministério Público Federal recomendou a implantação imediata do racionamento de água na cidade de São Paulo, o Fantástico foi até as cidades onde o racionamento já está acontecendo. Nesses lugares há duas regras básicas: fazer estoque de água e não desperdiçar nem uma gota. Imagine ficar sem água, durante algumas horas. E passar um dia, dois, sem uma gota de água? “A gente tem que estocar água para poder trabalhar. Não tem como”, diz a assistente odontológica Carla Dulcineli. Em São Paulo, o racionamento já é realidade em 16 municípios. Nessas cidades, caminhões-pipa ficam de prontidão para atender escolas, creches e hospitais. Entenda como é que as pessoas que já vivem o racionamento, estão conseguindo se virar com a pouquíssima água que sai da torneira. Em Guarulhos um dia tem água e no outro não Guarulhos, Grande São Paulo: a segunda cidade mais populosa do estado, com cerca de 1,3 milhão de habitantes. Em Guarulhos é assim: um dia tem água. No outro, não. E caixa d'água virou artigo de primeira necessidade. “Eu tenho caixa. Então, dá para usar água nesses dias que não entra água aqui em Guarulhos”, diz a aposentada Maria Regina Araújo. LEIA MAIS : http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/08/moradores-do-estado-de-sp-mudam-rotina-e-sofrem-com-falta-dagua.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário