quinta-feira, 29 de maio de 2014

Haddad já admite dar área para sem-teto . Emenda ao Plano Diretor destinará para moradia popular parte da área de 150 mil m² invadida na zona leste e chamada de Copa do Povo

A gestão Fernando Haddad (PT) já negocia com o governo federal a construção de moradias populares no terreno onde o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) promove, desde o início do mês, a ocupação Copa do Povo, a 4 km da Arena Corinthians, na zona leste da capital. A emenda que permitirá com que a área de 150 mil m² seja classificada como uma Zona Especial de Interesse Social (Zeis) deve ser entregue pelo Executivo aos vereadores na próxima semana. Nesta quarta, cerca de 3,5 mil sem-teto protestaram na frente do prédio da Câmara Municipal, no centro, para exigir dos parlamentares a aprovação da emenda. A entidade também pressionou pela votação definitiva do novo Plano Diretor. "Nós queremos uma data para essa votação e também para a apresentação da emenda. Nada fora disso", disse o coordenador do MTST, Guilherme Boulos, que foi recebido pela Presidência da Casa. Ao mesmo tempo em que exige a desapropriação do terreno da zona leste, que é particular, Boulos trabalha para que a área seja considerada apta a receber empreendimentos do programa Minha Casa Minha Vida Entidades - o pedido foi feito pessoalmente à presidente Dilma Rousseff (PT). Nesse modelo, os próprios movimentos de moradia comandam a obra, a partir de repasses federais. Os associados mais assíduos, que frequentam reuniões e participam de manifestações, ganham preferência na hora do sorteio. LEIA MAIS : http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,haddad-ja-admite-dar-area-para-sem-teto,1173058,0.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário