sexta-feira, 30 de maio de 2014

Crédito e consumo das famílias em baixa afetam o resultado do PIB . Paulistanos falam sobre as dificuldades de obter crédito e pagar as dívidas. Economistas já previam crescimento baixo da economia no 1º trimestre.

Baseados no aumento da renda e do crédito, os gastos das famílias vêm empurrando o crescimento da economia do país nos últimos anos. Mas a farra parece estar acabando. Os brasileiros estão mais endividados e pensam bem antes de fazer uma compra parcelada em várias vezes. Os bancos, por sua vez, também estão mais restritivos, temendo a inadimplência. E os juros mais altos tornam o crédito ainda mais caro. O resultado é que, com menos crédito no mercado, o consumo cresce menos, e prejudica o desempenho da economia. O desempenho fraco do Produto Interno Bruto (PIB) nos três primeiros meses do ano, divulgado nesta sexta-feira (30), confirmou as expectativas ruins: a economia do país cresceu de 0,2% frente ao trimestre anterior. Já o consumo das famílias mostrou queda de 0,1% – o primeiro recuo desde o terceiro trimestre de 2011. LEIA MAIS ; http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2014/05/credito-e-consumo-das-familias-em-baixa-afetam-o-resultado-do-pib.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário