quinta-feira, 23 de maio de 2013

MATO ALTO '' ESCONDE '' FAIXA PARA CICLISTAS NA ZONA LESTE

Pista que percorre os arredores do Parque Ecológico do Tietê, na Zona Leste, não tem manutenção O Parque Ecológico do Tietê, com seus 14 milhões de metros quadrados, ocupa uma área que vai desde a Barragem da Penha e São Miguel Paulista, na Zona Leste, até Guarulhos, Grande São Paulo. Porém, a grandeza do local não é sinônimo de excelência na manutenção. A ciclovia que beira a área, por exemplo, tem rachaduras em boa parte de sua extensão, sem contar o mato alto no percurso, que inibe os ciclistas de utilizarem a pista. Quem passa pela Rodovia Ayrton Senna, até a entrada na Rodovia dos Trabalhadores, próximo à entrada principal do parque, não consegue notar que há uma ciclovia por ali justamente porque ela está escondida atrás do mato de mais de um metro de altura. A Assuapet (Associação dos Usuários e Amigos do Parque Ecológico do Tietê) trabalha em prol de melhorias no lugar. O presidente da entidade, Anacleto Barbosa Pereira, contou que há um diálogo constante com a diretoria do parque, mas muitas coisas ainda precisam ser feitas. “A manutenção prejudicada das áreas de jardim no entorno da ciclovia é apenas um dos problemas. Há falta de manutenção do gramado no entorno do lago dos pedalinhos, necessidade de ampliar a quantidade de brinquedos nos playgrounds, recuperação dos sanitários existentes e construção de novos, dentre outros pontos”, disse ele. A ciclovia tem 15 quilômetros de extensão e passa por lugares importantes, como a USP Leste e os centros de treinamento do Corinthians e da Portuguesa. “Ela foi inaugurada em 2010 e a manutenção começou a piorar agora, na temporada de chuvas. Precisa cortar as árvores que estão na beira e tem a necessidade de fazer poda nos galhos”, acrescentou Anacleto. Daee garante que manutenção foi intensificada em abril De acordo com a assessoria de imprensa do Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica), órgão responsável pela manutenção dos equipamentos do parque, a ação de roçagem da grama foi intensificada a partir de abril. Segundo o departamento, o diretor do parque, Edson Aparecido Cândido, afirmou que 90% do trabalho foi concluído. 15 quilômetros é a extensão da ciclovia no Parque Ecológico Raio-x da entidade parceira A Assuapet (Associação dos Usuários e Amigos do Parque Ecológico do Tietê) existe há mais de dez anos. Seu objetivo é defender e valorizar a identidade física do parque, bem como lutar por melhorias no local. E-mail: assuapet@assuapet.org.br. Telefone: 7276-5517. FONTE : DIARIO DE S PAULO Tamiris Gomes bairrosp@diariosp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário